nortea 
 

Por que um Núcleo de Laboratórios Teatrais no Nordeste?

Porque a região nordestina, onde nos inserimos, possui ainda poucas iniciativas de criação de centros de investigação artística, especialmente os voltados para as fontes culturais locais.


Apesar de seus 49 milhões de habitantes representarem 30% da população brasileira, esta região também tem, relativamente às outras regiões do país, pouca representatividade nas esferas de tomadas de decisão de políticas e investimentos na área cultural. Embora não seja o ponto central do interesse deste Núcleo a atuação junto a tais esferas, compreendemos que, organizados em torno de ideais comuns de produção e veiculação de nossas pesquisas artísticas, podemos chamar a atenção para a existência desses grupos e desse tipo de produção.


Além disso, o Nordeste é rico em diversidade geo-social e cultural, o que lhe garante uma herança de tradições, folguedos e manifestações populares de altíssimo valor conceitual, agregado de valores sociais relevantes: a dança, a literatura de cordel, os ritmos musicais variados, os movimentos de valorização da cultura popular (do qual o Movimento Armorial, de PE, é o exemplo mais visível), as festividades do carnaval e do ciclo junino, as formas rítmicas que mesclam linguagens diversas, como repentes, trovas e emboladas.


Todo esse cabedal, que ainda e sempre permanece subdimensionado sob a genérica abordagem de “cultura popular nordestina”, tem sido fonte de alimento para pesquisas teatrais de diversos grupos, sendo reelaborado em linguagens contemporâneas.


A criação de um Núcleo de Laboratórios Teatrais do Nordeste pretende alimentar e dar visibilidade a essa diversidade.

O que é NORTEA ?O_que_e_Nortea.htmlshapeimage_2_link_0
IntroduçãoIntroducao.htmlshapeimage_3_link_0
O que são Laboratórios Teatrais?O_que_sao_Laboratorios_Teatrais.htmlshapeimage_4_link_0
ObjetivosObjetivos.htmlshapeimage_5_link_0
Por que um Núcleo no Nordeste?shapeimage_6_link_0

Realização

Apoios